Um almoço especial

E se te convidassem para fazer uma ementa e cozinhar para 40 pessoas (sem contar com crianças!)? E se isso se tivesse de enquadrar num desafio (sem açúcares, sem cereais, sem laticínios ou qualquer alimento processado)? E se o objectivo também fosse que “outros” não crentes ao provarem a comida nem dessem conta do que lá faltava? E se a isto tudo juntássemos uma cozinha industrial? (Top!!)

Claro que dizias que sim… ainda que meio em pânico!

O cenário estava montado e não valia voltar atrás!

Confesso que até certa altura achei que, por uma razão ou outra, o dito almoço acabaria por não acontecer… mas as semanas passaram e chegou o momento de pensar num menu. Algo que fosse saboroso mas ao mesmo tempo “fácil” de preparar em doses industriais. Optei por escolher pratos de forno onde sempre conseguimos mais consistência na produção e entrega simultânea a tanto convidado…

Para sobremesa tinha de atacar com os “do bom” preferidos cá de casa. Afinal costumam ganhar qualquer barriga de adulto ou criança. E aqui não foi diferente.

As entradas seriam o desafio maior: se ainda pensei colocar uma sopa de abóbora que adoro, quando percebi que seria sopa para 70 desisti!

Estando a decorrer o desafio de 28 dias sem farinhas, sem açúcares do Centro de Pré e Pós Parto (seio onde nasceu esta ideia) não podíamos ter o famoso pão com manteiga na mesa. Fizemos a receita do pão com chouriço em versão bolinhas, sem recheio, acrescentámos umas azeitonas e um presunto cortado na hora (santa linha de montagem do presunto! grandes braços, vocês são as maiores!).

Chegada a hora de colocar os aventais, distribuímo-nos por estações: entre a Maria e a Ana Rita na “padaria”; a Isabel e Cristina a lavar e cortar uns 15kg de batatas; a Ana e a Catarina a cortar, picar e triturar cebolas, pés de cogumelos e bacon para a nossa entrada; a Romana nos bolos; a Carla a pelar batatas e a dominar 3 bimbys para preparar as migas de batata e tomate; eu e a Susana de volta de pernas de peru e 16 kg de entrecosto (a temperar e a selar); mais a linha de “cortagem” do presunto (grandes braços Isabel e Cristina, que aguentaram mais esta depois das batatas…); a linha de “empratamento”; a linha de produção de gelados e mousse… formámos uma equipa fantástica de fazer inveja a muita cozinha por este país 😅.

Sei que muitas outras gostariam de ter estado connosco, mas não conseguiram. Por mim, é para repetir.

Improvisos? Claro que tivemos. Quem adivinhava que haveria corrida na 24/Julho e nos iria atrasar o início dos preparativos? Mas à hora prevista (mais coisa menos coisa) havia comida a sair da cozinha.

Agradeço, de coração cheio, à Carla pela iniciativa, ao Nuno pela organização e “empréstimo” do espaço. E, claro, às 9 chefs que se juntaram a mim na cozinha e a todos os outros que, com as suas famílias, confiaram em nós 😘😍😍.

Foi um final de manhã e início de tarde muito especial na rua do Alecrim 30B. Um espaço que foi nosso por umas horas e que promete abrir, dentro em breve, com novidades. Eu lá estarei, não para cozinhar, mas para comer 😉.

Deixo-vos abaixo o menu eleito.

Entradas:

Pratos:

Sobremesa:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s