Marmitas da big M

Aqui por estes lados ainda não conseguimos orientar a nossa rotina a 100%. Foram muitas mudanças ao mesmo tempo e parece que o tempo escasseia… ainda mais.

Tenho-me sentido cansada como se corresse uma maratona dia sim dia não… quando na verdade nem a mini corri, algum dia!

Para as Ms tentamos que tudo esteja o mais normal possível e temos dados mais de 100% da nossa atenção quando estamos com elas.

Mas, os minutos que encontrei para hoje vir aqui escrever (finalmente!) não são para falar de mim. São para falar da novidade que entrou na nossa rotina: marmitas para a big M!

Finalmente (ainda que haja dias que não seja bem do seu agrado) ela come o que eu “quero” ao almoço e ao lanche.

Este quero está entre aspas exactamente porque se não houver um consenso sei que na escola vai dizer que não gosta. Mas se só fizesse o que ela pede, comia massa com carne todos os dias. Mesmo ao lanche!

E sim, já houve o famoso dia em que a educadora me liga a dizer que ela não quis o almoço porque não gostava… o “meu” era codorniz no forno com batata doce. O da escola rissóis. Neste dia ganhou a escola. Mas em quase 1 mês 1 derrota não me desanima. 🙂

Deixo-vos algumas das regras para conseguir ter sucesso na marmita e na sua preparação:

  1. Cozinhar a mais mas não colocar no almoço do dia seguinte o resto do jantar. Prefiro guardar (e congelar). Até mesmo variar o acompanhamento. Assim temos mais variedade e vamos construindo reservas.
  2. Conhecer bem os pratos da escola e a variedade entre peixe e carne. É preferível alinhar os dias de peixe e carne com a escola para evitar o olhar da “galinha da vizinha é melhor do que a minha”.
  3. Planear as refeições da semana com tempo. Faço isto sempre ao fim de semana. Não significa que vá ter de cozinhar todos os pratos. Vejo o que tenho congelado e de reserva e junto isso a outras refeições que possa preparar na própria semana.
  4. Quando na escola há um prato que ela gosta faço igual, mas à minha maneira! Há dias eram feijão com atum. Ela adora grão. Levou grão, atum, batata doce e ovo cozido. Adorou!
  5. Preparar a marmita no dia anterior. Deixo tudo, ou quase tudo, pronto no dia anterior à noite. Deixar para a manhã é esquecer alguma coisa ou ficar doida com tanto por fazer. Assim coloco todo o meu amor naquelas duas refeições.

Achei que ia planear com tempo para garantir compras e preparados com tempo. Mas uma semana, no domingo, tem bastado.

Acompanhem no insta ou no facebook os registos diários.

Prometo compilar por aqui os preferidos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s