E vão dois…

O primeiro foi mais fácil, um pouco como um primeiro filho: parece que vai ser muito difícil e quando damos por nós já estamos a planear a festa do 1º aniversário.

O segundo mais duro… se bem que acho que a minha vida teve um conjunto de mudanças em modo cocktail que não ajudaram à festa: é o que acontece com um segundo filho. Pensamos que já sabemos tudo, mas sai diferente e em vez de 2 adultos a dar atenção a 1 criaturinha, passamos a ter de distribuir essa atenção por outra. Com necessidades diferentes, com hábitos e feitios distintos.

Mas tudo passa a correr e quando damos por nós já estamos a fechar mais um ciclo.

Assim se passou mais um ano d’O que faço amanhã para o pequeno almoço. Pode não ter tido direito a bolo (até porque não estavamos de férias), nem direito a ser lembrado no dia, mas é um ano que ficou marcado pela edição de algumas receitas em papel. E é tão bom ter livros em papel.

O blog, as partilhas tomaram forma e foram ocupar prateleiras por esses lares…

Para o próximo ano duplo desafio: é o não há duas sem três a duplicar. Vamos ver o que conseguimos fazer.

Apenas posso garantir que o farei de coração.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s