Para os 40 pede rosa

Confesso que ainda tive uma breve esperança que alguém tratasse do meu bolo. Só que não. Nem por encomenda. 😅

Mas as miúdas pediram. Aniversário sem bolo é que não. Mesmo que nem o provem. Mas o bolo tem de lá estar.

Ora bem, abre o frigorífico, os armários… hummm beterrabas a precisar de “andar”! Vamos ao bolo cô rosa.

Ingredientes:

  • 200 gr de farinha de aveia
  • 100 gr de xilitol
  • 1 CC de bicarbonato de sódio
  • 4 ovos
  • 3 beterrabas médias raladas
  • 1 CS de óleo de côco

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180C.

Triturar as beterrabas com os ovos e o xilitol. Juntar a aveia e o bicarbonato e envolver bem.

Levar ao forno numa forma previamente untada entre 30-40 minutos.

Servir com um chá.

O nosso 4(o)

O filho do meio. Aquele que sempre ouvimos dizer que “está entalado”. Tem de se desenrascar sozinho. Não teve existência só dele e viu “roubada” a atenção de mais novo.

A minha (e sempre será assim) baby M do alto dos seus 4 anos já diz “mamã, em vez do meio posso ser da ponta?”. Percebe o que “perdeu” ainda que valorize muito o que ganhou.

Personalidade vincada, meiga “cheia de mel”, tanto grita e insiste no vestido de verão em pleno inverno (e sim, dou-lhe a vitória) como se derrete em beijos nos pais, no irmão e (tenta mas a outra não é muito dada a beijos) na irmã.

Este ano seguimos as duas com o 4.

O teu 4o aniversário. Deixaste de ser uma bebé/toddler e tens conversas tão crescidas!

O meu 40o aniversário. Não sei bem o que deixei de ser, porque quando era miúda pessoas com 40 eram velhas. E não me sinto velha. Sinto-me na minha melhor forma. Física. E mental. Aceitar o que é. Aprender a lidar com emoções sem fazer um filme digno de telenovela mexicana. E isso ganhei com a idade.

Que este que ainda está doido pela doideira do anterior, nos deixe aproveitar o presente. E simplesmente estar.

Bolo de aveia e alfarroba

Fofo. Fofinho. Fofíssimo. Foi assim que ficou esta maravilha.

O bolo de aniversário do outro A. Um A também de fevereiro. O meu A(mor).

Ingredientes:

  • 200 gr de farinha de aveia
  • 200 gr de farinha de alfarroba
  • 4 ovos
  • 1 iogurte natural
  • 1 colher de sopa óleo de côco
  • 200 gr de tâmaras Medjool
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação:

Aqueça o forno a 180 C.

Comece por triturar as tâmaras (previamente demolhadas em água quente, para que amoleçam) com os ovos. Misture os restantes ingredientes num processador.

Coloque numa forma untada e leve ao forno por 30-40 minutos.

Bolo de “nutela”

É engraçado como as crianças se adaptam melhor do que nós à atual situação.

Pandemia. Confinamento. Isolamento social. Sem festas de aniversário.

Desde novembro que a baby M perguntava “É amanhã que faço 4 anos?”. Não, é depois do Natal e da festa do Ana Novo. E eis que já chegou e já passou.

Pediu bolo de chocolate (ela que raramente come) para levar para a escola. Quis levar bandeirolas na mochila e de manhã dizia que só fazia anos depois da “festa” da escola. E a festa da escola bastou. O bolo desapareceu, mas ela nem provou ;).

Este bolo reforça a minha teoria de que os bolos para a Baby M são sempre os “meus” melhores. E se não conhecem o maravilhoso bolo do 1 aniversário, arregacem as mangas e sigam para a cozinha.

Para o de nutela, receita abaixo.

Ingredientes:

  • 300 gr de amêndoa triturada ou farinha de amêndoa
  • 100 gr de avelã triturada
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó
  • 250 gr de tâmaras demolhadas
  • 2 colheres de sopa de óleo de côco
  • 5 ovo
  • 1 colher de chá de bicarbonato
  • 1/2 caneca de bebida vegetal

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180C.

Triturar as tâmaras, juntar os ovos e bater até obter uma pasta. Juntar o óleo de côco. Acrescentar as farinhas, o cacau e o bicarbonato e misturar bem. Juntar bebida vegetal até a massa ficar com uma consistência mais mole.

Colocar numa forma untada com óleo de côco e levar ao forno por 30-40 minutos.

Servir recheado com nutela caseira e morangos laminados.